Significado
Referências Bíblicas

Hebraico: Vale do Filho de Hinom - Geena: Inferno Chamado também de Geena, o Vale de Hinom significa literalmente Vale do Filho de Hinom e é um vale em torno da Cidade Antiga de Jerusalém, e que veio a tornar-se um depósito onde o lixo era incinerado. Atualmente é conhecido como Uádi er-Rababi. A nova expressão Geena é a transliteração do hebraico para o grego e ocorre 12 vezes na Bíblia: Mateus 5: 22, 29, 30; 10:28; 18:9; 23:15, 33; Marcos 9:43, 45, 47; Lucas 12:2; Tiago 3:6. Geena vem do vocábulo hebraico Ge Hinom ou Gé Ben Hinom – Vale de Hinom ou Vale do filho de Hinom. Nesse vale havia uma elevação denominada Tofete, onde ímpios queimavam seus próprios filhos. Este vale se situava a sudoeste de Jerusalém; neste local, antes da conquista de Canaã pelos filhos de Israel, canaanitas ofereciam sacrifícios humanos ao deus Moloque. Terminados os sacrifícios humanos, este local ficou reservado para depósito do lixo proveniente da cidade de Jerusalém. Juntamente com o lixo vinham cadáveres de mendigos encontrados mortos na rua ou de criminosos e ladrões mortos quando cometiam delito. O vale de Hinom era um crematório do lixo de Jerusalém. O fogo ardia constantemente neste sítio e com o objetivo de avivar as chamas e tornar mais eficaz a sua força lançavam ali enxofre. Devido a estas circunstâncias, Jesus com muita propriedade usou este vale para ilustrar o que seria no fim do mundo. O local é identificado com Wâdi er-Rabâbeh, o extenso vale que cerca Jerusalém a oeste e a sul. Foi neste vale que os israelitas sacrificaram os seus filhos a Moloque nos dias de Manassés (2Rs 16:3; 2Rs 21:6; 2Cr 28:3; 2Cr 33:6). Jeremias predisse que este grande pecado traria um castigo severo sobre o povo e que o vale se tornaria conhecido por “vale da matança” (Jr 7:31-34; Jr 19:2, 6; Jr 32:35). Em ligação com a sua reforma religiosa, o rei Josias profanou o local talvez queimando ossos no altar pagão, tal como fizera em Betel (2Rs 23:10 um local de repugnância, castigo e vergonha. A identidade de Hinom, de onde derivou o nome do vale, não é conhecida. Se o vale já tinha este nome aquando da sua invasão sob as ordens de Josué, tratar-se-ia provavelmente de um cananeu.